Natal é Tempo de Paz e Amor

Natal, como Celebrar diretrizes para um Feliz Natal

Natal é Tempo de Paz e Amor, para você celebrar o natal corretamente, desde o momento do advento quando montamos a árvore de natal, passando pelo dia 25/12 até o dia de Reis.

Todo ano no dia 25 de dezembro comemoramos o Natal, o nascimento de Jesus, no entanto uma dúvida paira no ar, como celebrar o natal da maneira correta, ou seja, focado no aniversariante e não no Papai Noel, na fé e esperança e não no consumismo, nosso objetivo é abordar este assunto e tirar todas suas dúvidas e apontar as diretrizes para um Feliz Natal.

O primeiro ponto a se ter em mente é o Advento do Natal que inicia no dia 30 de novembro, dia de montar a árvore de natal e o presépio. Este é um ritual que nos ajuda a conscientizar sobre o que é comemorado no dia 25 de dezembro, o ideal que esta prática seja feita em família, reunindo todos os integrantes num momento de descontração, principalmente se houver crianças na casa, os pais podem aproveitarem o momento e contarem a história do nascimento de Jesus, apresentar os personagens do presépio, pedir que ajudem com a árvore, enfim, mostrar aos pequeninos que o principal personagem é Jesus e não o Papai Noel.

Natal começa no dia 30 de novembro, é a celebração dia do Advento do Natal, quando montamos a árvore e o presépio. Momento de que os Reis magos foram avisados pela Estrela de Belém iniciaram sua longa jornada guiados pela luz para encontrarem com o Salvador, o Rei dos Reis. 
Cada um levou presentes, a Mirra para curar as feridas causadas pelos pecados, o Incenso que simboliza a mística contida no ensinamento do Cristo e o Ouro que é a Salvação do espírito. 
A festa de Natal é concluída no dia 6 de janeiro, Dia de Reis, data em que devemos desmontar a árvore de natal e concluir as festividades, no entanto para que a Celebração do Natal realmente tenha valor é necessário que esta seja diária, esteja presente em nossas vidas todos os dias do ano, só assim o sacrifício de Jesus terá valido a pena,.
Só assim seremos fazer uma reflexão sobre o principal personagem, o aniversariante do dia 25 de dezembro, Jesus. Na noite de Natal devemos deixar um pouco de lado o Papai Noel que é o personagem comercial para nos focarmos no grande simbolismo contido no nascimento do Filho de Deus que veio ao mundo para nos Salvar."

E a festa do Natal não acaba no dia 25 a meia noite quando Jesus nasceu, ela continua, se refletirmos além de Maria, José e os animais na manjedoura, também temos as figuras dos 3 Reis Magos, Baltazar, Berchior e Gaspar que após serem recebidos glorificaram ao menino Jesus. Somos dignos também de sermos recebidos e na representação familiar e sermos presenteados em bênçãos por Ele, quando nossa missão aqui na terra for concluída. Reflita sobre isso, sobre o significado das comemorações natalinas, sobre o principal personagem, sobre o excessivo consumismo ligado a figura do Papai Noel e das promoções de fim de ano, o que importa realmente é saber quem é o motivo da festa e se ligar a Ele.

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.

Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.
 
Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.
 
No Natal o presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.

plena-idade-natal-2

"Natal é tempo de paz e amor entre os homens de boa vontade, Natal é esperança, nascimento, vida nova, a estrela que anuncia a chegada do Salvador. Natal é fé, é luz e harmonia. Que as festas deste fim de ano tenham um significado especial na sua vida e na de seus familiares. Obrigado e Feliz Natal!"

 

Não deixe de ler a Revista Plena Idade